domingo, dezembro 10, 2006


André Kertész, Promenade, October 17, 1962, New York, 1962, Printed in 1973

___

3 comentários:

Luísa R. disse...

Heitor,
É esta? :o)

heitor disse...

É mesmo.
A propósito das duas fotografias, retiro de "Les compagnons dans le jardin", do poeta francês René Char :
«Un poète doit laisser des traces de son passage, non des preuves. Seules les traces font rêver».

É o que faz o Kertész, inclusive na foto que colocaste depois.

Luísa R. disse...

Heitor,
Nem sonhas o quanto me diz essa frase...
(assim com o poema do Paul Dermée)
E com a descoberta de "Les Compagnons dans le jardin" descobri também Zao-Wou-Ki, o ilustrador da edição de 1957.
Obrigada por tudo o que me tens dado a saber :)