domingo, fevereiro 13, 2005


Helena Almeida, Tela Habitada, 1976

2 comentários:

isabel disse...

Que sufoco. Desperta-me angústia, desespero

gotadagua disse...

Eu não interpretei assim. Acho que é inerente ao acto de pintar. A pintora já é a tela e vice-versa.